terça-feira, 28 de agosto de 2012

Coisas de geek

Ultimamente ando bastante interessado na importância da Manga/Anime na cultura japonesa. O Japão sempre me fascinou, talvez por serem muito diferentes de nos.
Recentemente vi uma Anime chamada Bakuman, uma Anime é sobre dois rapazes de 15 anos que querem começar a escrever uma Manga. Então pela primeira vez, vi todo o processo até a criação de uma Anime, coisas que até há pouco tempo nunca tinha pensado.

Até que uma Manga seja publicada, têm de fazer muitas tentativas, muitas histórias diferentes, até que uma seja do agrado das editoras e do publico. Uma grande percentagem delas são canceladas pouco depois de serem lançadas e só uma pequena percentagem chega a Anime.

Pelo o que tenho visto/lido, quase toda a gente no Japão lê Mangas, desde os mais novos aos mais velhos, existem Mangas para todas as idades, todo o tipo de histórias, desde as mais infantis como Doraemon, às animes para rapazes jovens como Naruto, Dragon Ball, One Piece, Mangas para raparigas, mangas de romances de todos os tipos, mangas de adultos, mangas de sexo.
Em Portugal as revistas semanais que vendem mais são as "Cor de Rosa", lá são as de Mangas, vendem milhares de exemplares todas as semanas.

Então tive curiosidade de ler algo sobre alguns dos "Mangakás" das minhas Animes favoritas, o Mangaká de Naruto desenhou pela primeira vez o Naruto, Sasuke e Sakura aos 12 anos mas só aos quinze é que pegou nas personagens e criou uma Manga. Aos 15 anos ele criou um dos desenhos mais conhecidos no mundo actual. No caso do Dragon Ball, o criador tinha 29 anos.
Da mesma maneira que admiro e elogio o escritor do Eragon por ser muito novo quando terminou o livro, tenho que admirar alguém capaz de desenhar e criar uma história tão boa quanto Naruto assim tão novo.

Agora também entendo um pouco mais o porquê dos fillers numa Anime longa, os Mangakás não podem trabalhar sempre, lançar sempre uma Manga por semana, podem ficar doentes, podem ter férias, etc. Daí muitas vezes terem de juntar fillers à Anime para compensar algum problema da Manga ou para dar margem de segurança.

2 comentários:

FireHead disse...

Eu consumo anime desde pequeno, muito devido à proximidade geográfica entre Japão e Macau, e mesmo hoje em dia continuo a gostar imenso disso. Sabias que o anime é uma forma dos japoneses se exteriorizarem e de projectarem aquilo que na verdade não são e que gostariam de ser?

Olha que os japoneses não são assim tão diferentes de nós como julgas. Eles até podem ser mais desenvolvidos, mas também têm influência nossa na sua cultura. Afinal de contas, nós portugueses fomos os primeiros ocidentais a chegar ao Japão e ainda hoje em dia gozamos dum enorme capital de simpatia naquelas paragens.

Neste momento estou a ver a nova série dos Cavaleiros do Zodíaco, Saint Seiya Omega, sacada na net. :)

faa aa disse...

Sim, em algumas coisas têm umas certas influências nossas.

Eu agora ando a ver a segunda temporada da anime Bakuman :)