segunda-feira, 22 de junho de 2015

O desconhecido

Nos tempos que correm poucas são as pessoas que se conhecem no meio do nada, poucas são as pessoas que têm coragem de ao ver alguém que lhes pareça interessante vão falar com a pessoa e trocar duas palavras e os poucos que o fazem, são muitas vezes mal vistos.

Já ouvi muitas pessoas a dizer "preciso de conhecer pessoas" e quando alguém vai falar com elas, ficam mal encaradas e antipáticas pois acham abusivo, mas se fossem abordadas pelo Facebook por um desconhecido já iam achar na boa. 

Eu gosto muito da internet e de tudo o que conseguimos fazer nela (inclusive conhecer pessoas pois já fiz muitos amigos através da internet) mas admiro as pessoas que têm coragem para falar pessoalmente com um desconhecido só porque acharam interessante, conversar um pouco enquanto fazem uma viagem para o mesmo local, dar uma opinião sobre algo que a outra pessoa vai comprar no sentido de a tentar ajudar, depois até pedir para manterem contacto.

Mas também existe um limite, no sábado enquanto vou a sair de um bar e dizem-me ao ouvido "és muito bonito!" seguindo-se por um beijo na bochecha. Admiro a coragem mas desprezo o abuso. Limitei-me a dizer "what a fuck" e a seguir o meu caminho.

Qual foi o episódio mais estranho que um desconhecido te fez passar? 
Ou então, já tiveste coragem para ir falar com um desconhecido assim no meio do nada?

11 comentários:

I love being fag disse...

Ora bem, já me aconteceu por diversas vezes virem ter comigo para me conhecer, mas, na maior parte dos casos, acabei por recusar, ora porque não me interessavam, ora porque, tal como referes, se tornaram abusivos. E eu, apesar de promíscuo, prezo o respeito e a delicadeza. Posso dizer que neste aspecto ainda pertenço à velha guarda. A situação mais engraçada, e até bonita, vá, que me aconteceu foi numa passagem de ano, em que o rapaz até me deu o cartão profissional dele para continuarmos a falar. Foi mágico e guardo esse dia muito bem na memória.

Agora, se metem conversa comigo aleatoriamente no autocarro, na rua, etc. falo sempre. Geralmente, são sempre velhotas simpáticas que, sabe-se lá porquê, engraçam comigo. Oxalá um dia seja um Brad Pito!

Rita disse...

Episódio mais estranho: um tipo, do nada, agarrar-me e espetar-me um beijo. Levou logo um estalo na tromba que foi para aprender =P

Mas também já dei barraca algumas vezes (principalmente quando não meto as lentes). Por exemplo, comecei a falar com um rapaz no metro a pensar que era um conhecido meu da terra. Ele não me ligava nenhuma e eu não fui de modas, dou-lhe uma sapa nas costas. Depois quando ele falou é que vi que não era quem eu pensava. Pronto, há pessoas parvas na terra!

Marisa Maria disse...

Uma vez estava a lanchar sozinha num parque e aparece um gajo a perguntar se eu queria companhia. Não me lembro o que disse, sei que falei de forma muito bruta e com ar de nojo e ele desapareceu. E no face nem respondo

Eolo disse...

Com um estranho foi jantar em que um tipo cumprimentava toda a gente com um beijo na bochecha, aproveitava e lambia-te a orelha. Quando chegou à minha vez espetei-lhe com a mão em riste.

Já comecei conversa com vários estranhos, uma das mais engraçadas foi com um que estava na mesma fila comigo na Comicon,

faa m. disse...

@I love being fag
eheh, esse do cartão correu bem depois ? :p

@Rita
ahahah começo a ficar com medo de ti! mas o beijo foi na boca? que medo ahah
mas o rapaz que não te ligava não soube dizer logo que não te conhecia? esperou levar uma cacetada para falar?

@Marisa Maria
coitado do rapaz, até podia ser uma boa companhia!

@Eolo
espera? lambia a orelha depois de dar um beijo a cumprimentar? what?

Marisa Maria disse...

dispenso aquele tipo de companhia.

Rita disse...

Ele coitado manteve-se calado, a fingir que não era nada com ele! E eu percebo, uma maluca a meter conversa do nada, não pode ser boa da cabeça =P sim, o beijo foi na boca. Com direito a duas mãos a agarrem-me a cara. Que nojooo =P

faa m. disse...

txi, muito bem! esse rapaz tinha a coragem toda! :p

Angie disse...

Com a gravidez passei alguns engraçados. Por vezes mandavam uma boca ou outra mas depois virava-me...e pronto...ficavam engraçados lol

Horatius disse...

Uma vez na noite, um tipo veio ter comigo, e cumprimentou-me como se fossemos velhos amigos. Foi o momento mais bizarro porque passei na noite, porque não o conhecia de lado nenhum...

faa m. disse...

@Angie
:o coitados ahaha

@Horatius
mas podias ficar a conhecer não ? :p