terça-feira, 23 de abril de 2013

Acho que vou ao psicólogo

Aproveitei este sol do fim de semana passado para passear bastante pela baixa lisboeta. É algo que gosto bastante!

Ao passar pela Rua Augusta vi uma espanhola a dançar (será que era espanhola mesmo?) lá no meio a ver se ganhava uns trocos e achei aquela dança uma das piores de sempre. 
Provavelmente era tango, não sei, não pesco nada de danças mas epá, parecia mesmo que estava a matar baratas com toda a força possível pelo o barulho que fazia ao bater com os pés na madeira e o ar de pânico enquanto mexia os braços de uma maneira sem lógica possível. 

Se aquilo é bonito, eu vou lá e venho. Ou então começo a dançar por lá também a ver se tiro um ordenado extra. 

Ou então não, acho que ganhava mais se simplesmente me sentasse num canto pois pelos vistos devo ter ar de rufia devido ao número de pessoas que me pergunta se quero haxixe ou outro tipo de droga enquanto ando pela baixa. 
Já ouvi histórias de pessoas que adormeceram no metro e quando acordaram tinham vários trocos no banco ao lado, acho que é isso mesmo que vou fazer.

Mas ao mesmo tempo quando vou ao Colombo os indivíduos do Barclays vêm logo a correr para mim "Boa tarde, qual é a sua profissão?!" por isso, não posso ser assim tão rufia. 

Não sei, estou confuso e isto está a dar-me dores de cabeça pois começo a ficar com uma crise de personalidade. 

9 comentários:

Eve disse...

hahah welcome to Lisbon

agridoce disse...

Senhores do Barclays:
- tenho menos de 25 anos (cmg acho que não cola, mas ctg...);
- estou desempregada;
- trabalho fora do país.

Qualquer uma das 3 serve para mudarem de ideias.

Diogo Martins disse...

Acho que ela estava a dançar era Flamenco, o Tango é uma dança para ser maioritariamente dançada a 2 :P

E deixa lá que esse problema de te venderem droga não é único. Imagina serem 8:30 da manhã, estares na esplanada do Café Jerónimo do Rossio, a ler e a estudar Thoreau e chega-se um gajo ao pé de ti a falar em inglês a perguntar se queres comprar haxixe. Das duas uma, ou não sabe ler e não reparou que eu sou português, ou achou que eu sou daqueles intelectuais de esquerda estrangeiros que sabem mil e uma línguas e que usam substâncias psicotrópicas para poder trabalhar ou fazer algo.

Mas olha, se te vestires mesmo à hipster hardcore, sem usar um produto tecnológico qualquer, acho que arranjavas uns bons trocos :P

faa m. disse...

@Eve
obrigados! :P

@agridoce
eles estão tão desesperados que até são capazes de nem ligar a isso.
não tenho paciência para eles.. as vezes nem respondo. deve ser mesmo ingrato aquele trabalho..

@Diogo Martins
ahah, provavelmente, não percebo nada disso! :P
nunca se sabe, provavelmente alguns querem! mas é em todas as esquinas..
tenho que experimentar :)

aNaMartins disse...

essas coisas é que tornam os dias interessantes!

faa m. disse...

mais ou menos :P

Namorado disse...

LOL A mim acontece-me o mesmo deixa lá LOL Se calhar somos gémeos separados à nascença? LOLOL

K@'13 disse...

Os senhores do Barclays quando vem ter comigo a minha resposta é: "Sou estudante e não tenho dinheiro" remédio santo X)
Deves ter cara de guna X)

faa m. disse...

@Namorado
ahah, é impossível haver duas pessoas neste mundo como eu, já é difícil conseguirem aturar-me :P

@K@'13
ahah, devo ter mesmo.. :P